NOTÍCIAS DA EFPP

AÇÕES DE LIMPEZA E DESASSOREAMENTO DE VIA PERMANENTE COMEÇAM A REVITALIZAR A PRINCIPAL PASSAGEM EM NÍVEL DA EFPP 


VP do Km 2,4 da EFPP antes da PN com Servidão
Rodoviária da Mineradora Pedrix
Duas importantes parcerias firmadas pelo IFPPC neste primeiro semestre de 2017 para solução da manutenção das drenagem que interceptam a Plataforma Ferroviária da antiga EFPP estão em implementação.

Uma delas é com a Companhia Melhoramentos, que já iniciou a recuperação de dois importantes trechos afetados entre os Km 2.3 e 2.5 da EFPP, antes da PN (Passagem em Nível). 




A restauração e manutenção dos sistemas de drenagem
e o desassoreamento da Plataforma Ferroviária é uma ação 
permanente em prol da preservação da EFPP 

Com a conclusão destes serviços será possível retomar as obras do desvio ferroviário e a construção da futura Estação Mineral.


Plataforma Ferroviária da EFPP (Km 2,250), sentido
Rodovia dos Bandeirantes 
A outra parceria é com a Mineradora Pedrix, que, assim como a Melhoramentos, tem sua propriedade na vizinhança da EFPP e compartilha o uso de servidão minerária cuja drenagem tem seu caminhamento através da Plataforma Ferroviária da EFPP. 

A definição do cronograma de obras está a depender apenas da assinatura do Termo de Cooperação entre as partes. Esta parceria vai viabilizar a recuperação da infraestrutura de drenagem e de geotecnia (recuperação de arrimos e contenções) e, ainda, a restauração e sinalização da PN e a construção da futura Estação Mineral.



Aproveitamos para registrar a nossa gratidão pela cooperação e o apoio de nossos vizinhos Mineradora Pedrix (na pessoa dos Engs. Marcos e Renato Henri), e Cia. Melhoramentos (na pessoa do Sérgio Sesic e acionistas), empresa esta que também faz parte da história da arqueologia / tecnologia industrial do vapor, visto que a Melhoramentos manteve uma ferrovia industrial à vapor por mais de 60 anos em Caieiras, operando paralelamente à EFPP, detendo um valioso acervo documental que, em futuro próximo, poderá enriquecer exposições e mostras do Programa "+Q2Museus", de parceria e cooperação museológica.



NÚCLEO MUSEOLÓGICO KM 12 DA EFPP RECEBE LOCOMOTIVA Nº 5 - AMERICAN LOCOMOTIVE COMPANY - PARA RESTAURO E FUTURA OPERAÇÃO 

Locomotiva nº 5 - American Locomotive Company - 
Embarcando à caminho do restauro 

Com o apoio da empresa Metalplan, fabricante de compressores especiais, o IFPPC criou o 2º Núcleo Museológico do Projeto de Revitalização da EFPP, O Núcleo Km 12 está instalado em Polvilho, próximo da Rodovia Anhanguera e guarda a reserva técnica de gondolas de minério e peças de ferramentaria do antigo Pátio Minerário e Oficinas de Cajamar. 
Gôndola de Minério  da EFPP, adquirida do fabricante
Kopel, dos EUA

Em 2016 a Metalplan iniciou a recuperação das Gondolas, paras exposição e agora está recebendo para recuperação a Locomotiva nº 5, fabricada em 1932, na planta da American Locomotive Company, instalada em Montreal/Canadá, uma das 5 peças idênticas adquiridas da ALCO pela Estrada de Ferro Perus Pirapora.

Loco 5 em operação nos anos 70 - Km 12 - Atual bairro de Polvilho/Cajamar-SP

Loco 5 em 2016, no Pátio do Corredor - atual Estação Ecologia
A Loco 5 estava na fila de restauro no Núcleo Museológico do antigo Pátio do Corredor, atual Estação Ecologia, desde 2012, vinda das antigas Oficinas da Perus Pirapora em Cajamar. É considerada viável para recuperação e utilização na frota de material rodante trafegável no transporte de visitantes aos Núcleos Museológicos da Ferrovia-Parque Perus Pirapora.

Ficha Técnica:

  • Locomotiva nº 5 da EFPP - Alco - Montreal
  • Ano de fabricação 1932
  • Fabricante: American Locomotive Company, unidade fabril de Montreal/Canadá, também conhecida como "Montreal Locomotive Works Ltd".
  • Número de Série:  68633
  • Rodagem: 2-4-2 ST
  • Período de operação na EFPP:  1932-1983


CHEGADA E INCORPORAÇÃO AO NÚCLEO DO KM 12 
(METALPLAN) EM 12 DE ABRIL DE 2017

Loco 5 - Chegada à Metalpan - Km 12 da EFPP - Polvilho / Cajamar-SP

Loco 5 - de volta aos trilhos no Km 12 - Núcleo Museológico da EFPP

Loco 5  e as Gondolas da reserva técnica do acervo, recuperadas pela Metalplan
A coordenação geral dos trabalhos foi do Diretor Nelson Camargo e a Supervisão e acompanhamento técnico é do Engenheiro Mecânico Péricles Gallo, que já trabalhou na manutenção das Locomotivas nºs 2, 8 e 10, esta última foi restaurada no ano passado (2016). O apoio administrativo e jurídico é do Presidente, Dr. Bonfilio Alves, que vem mediando e conquistando o apoio de importantes empresas, personalidades de diversos setores de Cajamar, São Paulo e Caieiras, além de cativar amigos preservacionistas do exterior para apoiar a causa da Perus Pirapora, ativando o desenvolvimento de várias frentes de apoio ao Programa de Revitalização, dentre eles o Projeto "A Volta do Trem das Onze", de restauro e recuperação da Locomotiva 17.

Parabéns aos nossos diretores Nelson Camargo e equipe de voluntários, amigos da empresa Metalplan, a quem agradecemos na pessoa do Diretor Edgard Dutra, e demais apoiadores. Gratidão pela ajuda de todos.

Sua ajuda é fundamental para a defesa deste acervo museológico que conta uma parte muito importante da história de luta do povo brasileiro.  Seja um parceiro do projeto, ligue-nos: 11.4442.2012 (falar com Bonfilio ou Fabiana -  Whatsapp e cel.: 9.7355.3985 -Vivo- ou 9.4861.0386 -Tim- c/Fabiana Santos, no horário comercial). 


8 comentários:

  1. Tenho dois filhos um de 12 e outro de 5 anos, eles ficam perguntando quando eu vou levar eles lá, eu não sei o que falar porque eu já fui 3 vezes a pés Pelas trilhas, é quase 1 hora. O ideal é ampliar a linha até a fabrica de cimento que fica do lado da Estação, é só fazer manutenção na linha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adelmo, o trecho até a antiga fábrica de cimento não foi comodatado ao IFPPC. Isto quer dizer que não podemos interferir na linha ali, e nem podemos circular com nenhum veículo ferroviário naquele setor. Criamos a nova página "Como chegar", no menu acima, que dá informações sobre o acesso. Planejamos instaurar um meio de transporte fácil entre a ferrovia eum ponto de fácil acesso, mas isto ainda pode demorar um pouco, pois não depende somente da nossa vontade!

      Excluir
  2. Prezados:
    Enquanto locomotivas e vagões ficam apodrecendo abandonados, a burocracia brasileira atrapalha e até impede que pessoas e organizações sérias ajam e salvem um pouco da história ferroviária. Parabéns a IFPPC pela luta e pelo amor não só pelo aspecto físico e material, mas pela memória que permeia este importante meio de transporte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Alberto, de fato cabe a nós, cidadãos comuns, nos mexermos e fazermos algo se quisermos que algo do nosso patrimônio ferroviário seja preservado. Muito mais que veículos potencialmente úteis se bem usados, as centenas de locomotivas e vagões abandonados são também um pouco, ou muito, da memória de todos nós. Na Perus-Pirapora tentamos fazer isto: preservar patrimônio cultural e natureza. Venha nos visitar, será um prazer.

      Excluir
  3. Gostaria de saber se há estacionamento para quem vai de carro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, temos um amplo estacionamento junto à estação Mineral, onde começa o passeio, ao dispor dos nossos visitantes.

      Excluir
  4. Amigos,

    Criei a petição e espero que possam assiná-la. Ela se chama: Evitar que os ramais ferroviários que serão estão sendo devolvidos pela FCA ao governo, sejam erradicados..

    Eu realmente me preocupo sobre este assunto e juntos nós podemos fazer algo a respeito disso! Cada pessoa que assina nos ajuda a chegarmos mais próximo do nosso objetivo -- será que você pode nos ajudar assinando a petição?

    Clique aqui para ler mais a respeito e assine:
    http://www.avaaz.org/po/petition/Evitar_que_os_ramais_ferroviarios_que_serao_estao_sendo_devolvidos_pela_FCA_ao_governo_sejam_erradicados/?launch

    Campanhas como esta sempre começam pequenas, mas elas crescem quando pessoas como nós se envolvem -- por favor reserve um segundo agora mesmo para nos ajudar assinando e passando esta petição adiante.

    Muito obrigado,

    ResponderExcluir
  5. Estimada Gente:

    Soy el último especialista en Ferroturismo que queda en Argentina.
    He trabajado con el Tren Histórico de Buenos Aires, y actualmente traajo con La Trochita y el Tren Patagónico.
    Si hay algo en que pudiere ayudar, dando asesoramiento y capacitación técnica, consulten nomás.
    Recientemente he diseñado dos protocolos de clasificación y categorización de trenes turísticos, denominados TT-RA-1 y TT-RA-2, los cuales están en manos del Ministerio de Turismo de la Provincia de Río Negro.
    Héctor Cassano
    Hotel Manager
    A.A.B. in Hotel & Restaurant Management Technology
    Especializado en Ferroturismo desde 1989
    la.trochita@yahoo.com.ar

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário sobre nosso blog.